Chan Santokhi — Foto: Luiz Paulo

Depois de reunir com os ministros que estão atuando para viabilizar a vacina ao Suriname, o presidente Chan Santokhi tranquilizou a população ao afirmar que o país utilizará um imunizante com eficácia comprovada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Vamos nos preparar bem. Vamos informar suficientemente a população. Posso garantir à sociedade que só escolheremos vacinas aprovadas pela OMS e que tenham uso permitido”, disse Chan Santokhi à equipe do Serviço de Comunicação do Suriname (CDS).

Publicidade

Segundo adiantou o LPM News na quinta-feira passada, o Suriname deve receber as primeiras doses da vacina da Pfizer até a primeira quinzena de fevereiro. Com este primeiro lote, os trabalhadores da linha de frente da Covid-19 serão vacinados prioritariamente.

O ministro Ramadhin enfatiza que a Pfizer é a única vacina aprovada atualmente pela OMS. No que diz respeito ao armazenamento, o ministro afirmou que irá recorrer ao Hospital Regional de Wanica, onde existem instalações de refrigeração de até -80 graus.

“De qualquer forma, o governo fará tudo o que estiver ao seu alcance para participar do processo de vacinação, pois este já começou em alguns países e cerca de 35 milhões de pessoas em todo o mundo foram vacinadas”, concluiu o ministro da saúde.

Comentar

Comentar