spot_img
spot_img

BELÉM-SURINAME: Polícia Federal prende envolvidos em venda de cartões de vacinação falsos

Ambos enfrentarão acusações na Justiça que incluem associação criminosa, promoção de imigração ilegal e uso de documentos falsificados, crimes que podem resultar em penas de até 11 anos de prisão

Atualizado há

A Polícia Federal realizou uma operação bem-sucedida em Belém que resultou na prisão de duas pessoas envolvidas em um esquema de venda de cartões de vacinação falsos. A ação policial, denominada “Operação Voucher”, teve início na quarta-feira (23) e foi concluída nesta quinta-feira (24).

Os suspeitos foram detidos quando se descobriu que estavam vendendo cartões de que vacinação fraudulentos para passageiros que viajavam de Belém ao Suriname, que exige a comprovação da vacina contra a febre amarela como requisito para entrada. Os dois detidos foram identificados como um taxista e uma mulher, que foram abordados dentro do táxi, onde estava todo o material apreendido.

Ambos enfrentarão acusações na Justiça que incluem associação criminosa, promoção de imigração ilegal e uso de documentos falsificados, crimes que podem resultar em penas de até 11 anos de prisão. É importante ressaltar que o taxista já havia sido preso anteriormente em Recife, por envolvimento em atividades relacionadas ao transporte ilegal de dinheiro.

- Publicidade -

Além dos dois detidos, outros dois indivíduos foram investigados pela polícia por suposta associação criminosa, mas permanecem em liberdade. Um deles também já tinha sido preso anteriormente por lavagem de dinheiro. Todos os quatro continuam sob investigação, juntamente com outras pessoas que podem estar envolvidas no esquema criminoso.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App