— Foto: Luiz Paulo

Oficialmente empossado como novo embaixador do Brasil em Paramaribo, no Suriname, José Raphael Azeredo afirmou que o setor empresarial entre os dois países precisa ser urgentemente estreitado. Ele adiantou que esta será uma de suas prioridades na gestão do consulado. A entrega das credenciais aconteceu na última quarta-feira, dia 5.

“Em primeiro lugar, acho que há muito pouco contato entre os setores empresariais de ambos os países e pode haver muito mais. Então os governos podem, definitivamente, fomentar através dos canais oficiais. As visitas de potenciais investidores aqui e de investidores surinameses no Brasil, por exemplo. Não existe corporação econômica”, disse.

Publicidade

Ele aponta, ainda, a pesca, cultura e o setor produtivo como alguns dos potenciais vetores. “O Brasil tem muito conhecimento e capacitação a oferecer. Assim que a situação melhorar pode haver missões aqui e levar surinameses e membros do governo ao Brasil para capacitação. Acho que isso pode ser uma coisa enorme entre os dois países”, completou.

Azeredo destacou, também, as recentes descobertas de gás e óleo na costa do Suriname. “São bastante consideráveis, o que pode transformar a economia surinamesa. O Brasil ganhou muita expertise com sua permanência na Petrobras, que tem muita experiência em perfuração em águas profundas”, ponderou sobre uma possível parceria.

Brasileiros no Suriname

O novo embaixador destacou que faz parte de plano de atuação o bem-estar dos brasileiros no Suriname. Ele pontua que a comunidade no país é considerável e que precisa ser mais bem atendida no contexto geral junto ao governo de Chan Santokhi. “Obviamente, temos uma comunidade considerável no Suriname e faremos o máximo por meio da embaixada”.

“No contexto para o governo, faremos o possível por aqueles que não estão em todos os aspectos legais em sua estadia no Suriname. Assim podemos facilitar isso e trazer melhores sistemas e uma melhor maneira de viver para que as pessoas possam trabalhar e explorar seu futuro econômico de forma tranquila no país”, disse o embaixador.

Comentar

Comentar