Nova data da operação Caribex ainda não foi divulgada.

Depois de circular em vários meios de comunicação do Suriname de que corvetas militares do Brasil atracariam em Paramaribo na próxima semana, o representante da Defesa Naval e do Exercito, Henrique Cesar Loyola Santos, procurado pela reportagem do LPM News, confirmou o adiamento da missão em virtude da pandemia do Covid-19.

“Existia (a visita), mas foi cancelada devido ao cenário da pandemia do Covid-19. Tanto o Ministério da Defesa do Suriname, quanto a Marinha do Brasil, em comum acordo, adiaram para uma data futura, mas ainda sem previsão para acontecer”, completou Henrique Cesar, que é Tenente-Coronel do Exército e atua em Paramaribo.

Publicidade
Ten. Cel. Henrique Cesar Loyola Santos

Henrique explicou que a operação consiste num exercício naval que a Marinha do Brasil participa em conjunto com países do Caribe, incluindo o Suriname. “É uma operação que chamamos de Caribex e costuma ocorrer de dois em dois anos. A última edição aconteceu em abril de 2019”, detalhou o militar, em entrevista ao LPM News nesta quinta-feira.

No Suriname, a notícia da parada dos navios causou mal estar, sobretudo, por conta do vírus e das ações de prevenção que o governo de Desiré Delano Bouterse está implantando desde a confirmação do primeiro caso no país. Alguns órgãos do país já haviam sido comunicados para uma série de fiscalizações, entre eles, polícia, bombeiros e guarda costeira.

Foto: Arquivo LPM News

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar