Empresários, funcionários e apoiadores do VSB e ASFA não abriram as portas e/ou trabalharam nesta quarta-feira, dia 25, em protesto ao método de trabalho da Assembleia Nacional e do governo do Suriname. Na segunda passada, as duas diretorias pediram o adiamento da promulgação da lei de controle de moedas.

PUBLICIDADE / ADVERTENTIE

Desi Bouterse, no entanto, afirmou desconhecer a data da assinatura. A lei será sancionada assim que publicada no Diário Oficial do Governo do Suriname. “Essa atitude e método de trabalho provam que o governo de forma alguma mostra respeito pelos negócios, o motor mais importante da economia”, afirmou a VSB em nota.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar