spot_img
spot_img

Walter Bouterse foi ouvido pela polícia no caso sobre apreensão de ecstasy

Atualizado há

Walter Bouterse, neto do presidente Desi Bouterse, foi ouvido no início deste mês pela polícia em uma investigação sobre pílulas de ecstasy.

O neto do presidente disse que neste caso ele não é um suspeito, mas foi chamado para cooperar com o trabalho da polícia.

“A polícia me agradeceu e tudo foi esclarecido, não havendo nada que me incriminasse nesse caso”, disse Walter Bouterse.  O nome do neto do presidente foi mencionado por jovens que foram presos por posse e venda de drogas e em conexão com as prisões, mais de 13.000 comprimidos de ecstasy foram apreendidos.

- Publicidade -

O caso veio à tona quando a polícia em 11 de março deste ano recebeu queixas sobre vadiagem no centro da cidade. Um dos rapazes foi preso com 10 comprimidos de ecstasy que estavam sendo vendidos por SRD 15 a unidade. No avançar da investigação, cinco outros jovens foram detidos, todos na faixa etária de 17 a 25 anos de idade, incluindo três estudantes que são suspeitos de venderem drogas dentro da escola.

Deixe seu comentário abaixo.

 

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App