spot_img
spot_img

VEJA VÍDEO: Marido de Ana Hickman desmente apresentadora em entrevista

Ana Hickmann, por sua vez, já havia solicitado o divórcio pela Lei Maria da Penha, mas o pedido foi supostamente negado pela Justiça de São Paulo

Atualizado há

SÃO PAULO – Na noite desta quarta-feira (29), Alexandre Correa, marido de Ana Hickmann, concedeu uma entrevista exclusiva para esclarecer as alegações de agressão verbal feitas pela apresentadora. Negando categoricamente qualquer agressão física, Correa admitiu a existência de uma discussão acalorada, ressaltando que as ações tomadas por ele foram para preservar a segurança e evitar a chamada desnecessária da polícia.

Em suas declarações ao programa Chupim, da Metropolitana FM, Alexandre Correa detalhou o episódio ocorrido no dia 11 de novembro, mencionando que a discussão teve início após um tema delicado ser abordado por Ana durante o almoço. Ele destacou que a apresentadora estava visivelmente emocionada, entrando em choro compulsivo, o que o levou a se afastar temporariamente. Ao retornar, a discussão se intensificou, culminando na sugestão de chamar a polícia por parte de Ana.

Correa negou veementemente a tentativa de dar uma cabeçada em Ana Hickmann, contradizendo relatos anteriores da apresentadora. Ele explicou que, durante a discussão, ao tentar impedir que a porta fosse fechada, o trinco bateu no braço de Ana, causando um machucado acidental. O marido de Hickmann enfatizou que não houve agressão física intencional.

- Publicidade -

Sobre os vídeos divulgados recentemente, nos quais aparece sendo rude com Ana Hickmann, Alexandre Correa alegou que as cenas eram encenadas. Ele afirmou que as situações eram ensaiadas, destacando que fora das câmeras, ele não faltava com respeito à sua esposa. Correa também mencionou que algumas cenas, como a repreensão por adotar um cachorro, foram distorcidas e utilizadas de maneira prejudicial.

O contexto familiar ganhou destaque na entrevista, com Alexandre Correa reforçando que, apesar das tensões e palavras acaloradas, jamais agrediu fisicamente Ana ou qualquer outra mulher. Ele ressaltou que a situação foi mal interpretada e reiterou seu compromisso em preservar a integridade e segurança de todos os envolvidos.

Ana Hickmann, por sua vez, já havia solicitado o divórcio pela Lei Maria da Penha, mas o pedido foi supostamente negado pela Justiça de São Paulo. O caso continua evoluindo, com o Ministério Público e a Justiça tomando medidas para esclarecer as circunstâncias e decidir sobre a questão familiar em andamento.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App