spot_img
spot_img

VEJA VÍDEO: Fazendeiro e filho morrem após acidente com avião; criança tinha pilotado a aeronave dias antes

As filmagens são de dias atrás, mas, no sábado (29), os dois morreram em um acidente aéreo com a mesma aeronave na cidade de Vilhena, em Rondônia

Atualizado há

Uma tragédia chocou a região de Vilhena, em Rondônia, quando o pecuarista e piloto Garon Maia Filho permitiu que seu filho, de apenas 12 anos, pilotasse um avião bimotor enquanto ele bebia cerveja ao lado do adolescente e registrava o momento. As imagens do episódio foram publicadas nas redes sociais de Garon, gerando indignação e preocupação.

Identificados como as vítimas do acidente, Garon Maia e seu filho, Francisco Veronezi Maia, caíram em uma área de mata fechada na divisa entre Rondônia e Mato Grosso. Os destroços da aeronave Beechcraft Baron 58 foram encontrados na manhã do último domingo (30). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o avião decolou do aeroporto de Vilhena por volta das 17h50 e desapareceu do radar poucos minutos depois, cerca de 25 quilômetros após a decolagem.

A região onde ocorreu o acidente é conhecida por ser de difícil acesso, cercada por florestas e rios, o que tornou as buscas ainda mais desafiadoras. As equipes de resgate iniciaram os trabalhos ainda no sábado, com sobrevoos, mas não obtiveram sucesso em encontrar a aeronave. Somente na manhã de domingo, os militares conseguiram adentrar a pé na área de densa vegetação e encontraram os destroços do bimotor e os corpos do pai e do filho.

- Publicidade -

Garon Maia era um pecuarista experiente e bem-conhecido na região de Vilhena. Amigos relatam que ele também possuía experiência como piloto de avião de pequeno porte. O trágico acidente gerou grande comoção entre os moradores locais e chamou a atenção das autoridades aeronáuticas.

O Centro de Investigação de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) iniciará, nesta segunda-feira (31), as investigações para apurar as causas da queda do bimotor em Vilhena. O episódio reforça a importância do cumprimento das normas de segurança na aviação e ressalta os perigos de permitir que menores de idade assumam o controle de aeronaves, uma prática estritamente proibida pelas regulamentações da aviação civil.

A morte de Garon Maia e seu filho, Francisco, deixou a comunidade de Vilhena em luto e alertou para os riscos envolvendo a aviação. As investigações continuarão para esclarecer os detalhes do acidente e, com sorte, prevenir futuras tragédias como essa.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App