Os mortos eram terceirizados que prestavam serviço para as tropas da Otan que atuam no país. Autor foi um terrorista infiltrado no Exército afegão.

Um terrorista afegão infiltrado matou três americanos e feriu um quarto na quinta-feira, no aeroporto militar de Cabul, informou uma autoridade da Força Aérea do Afeganistão nesta sexta. Os americanos mortos eram funcionários terceirizados e prestavam serviço para as tropas da Otan no país. Um aumento nos chamados “ataques internos” no Afeganistão abalou a confiança entre as forças do governo e seus aliados estrangeiros nos últimos anos da missão de combate, que terminou em 2014, o que levou as forças externas a reduzirem a interação com os afegãos.

Publicidade

O movimento extremista talibã reivindicou a responsabilidade pelo ataque, afirmando que um militante infiltrado no Exército afegão foi o autor. Um oficial da Força Aérea disse à agência Reuters, sob condição de anonimato, que não estava claro porque o agressor matou os americanos. “Foi aberta uma investigação”, completou. Um membro do serviço de comunicação das forças da Otan no Afeganistão, Belcher Christopher, confirmou o ataque e as mortes. Christopher também informou que um afegão foi morto, mas não especificou se era o agressor.

O ataque aconteceu na tarde de ontem dentro das instalações do aeroporto militar, quando o insurgente, “que estava há muito tempo infiltrado e esperando por uma oportunidade”, abriu fogo, afirmou em comunicado um porta-voz talibã, Zabihulá Mujahid. “Condenamos de maneira veemente o ataque terrorista da quinta-feira que provocou a morte de vários colegas estrangeiros e deixou outros feridos”, disse um porta-voz do Ministério afegão de Defesa, o general Zahir Azimi.

O Afeganistão atravessa uma etapa muito complicada após a retirada no final de 2014 da missão da Otan no Afeganistão, que foi substituída por outra operação denominada ‘Apoio decidido’, que manterá entre 3.000 e 4.000 soldados em tarefas de assessoria e capacitação.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar