O terceiro dia de protestos em Paramaribo teve uma participação menor que os dias anteriores, mas foi marcado pelo confronto entre policiais e manifestantes.

De acordo com os organizadores da manifestação contra o aumento do preço dos combustíveis, o motivo da fraca participação foi a chuva que caiu sobre Paramaribo durante toda a manhã desta segunda-feira, 10 de abril.

Publicidade

Nesta segunda-feira (10) os manifestantes saíram da praça da igreja e marcharam em direção ao prédio da administração fiscal onde os manifestantes tentaram forçar a entrada, mas foram contidos pelos policiais. Houve confronto, empurrões e a situação ficou tensa durante alguns momentos quando os manifestantes argumentavam o que estava sendo feito com o dinheiro dos impostos.

Um segundo confronto aconteceu quando os manifestantes conseguiram entrar no Departamento de Inspeção do Ministério da Educação, Ciência e Cultura. Os manifestantes chegaram a ocupar parcialmente o prédio do Ministério da Educação, Ciência e Cultura por aproximadamente meia hora. Na ação, os professores descontentes com a gestão do ministro da Educação, Robert Peneux, cobravam uma posição do ministro, mas os policiais tomaram o controle da situação e os manifestantes foram obrigados a deixar o local.

De acordo com Robby Berenstein, presidente do C-47, a fraca participação dos manifestantes também se deve ao fato de esta ser a semana santa, onde a tradição cristã recomenda um período de paz e tranquilidade. Berenstein acrescentou que a ação está sendo avaliada, mas um quarto dia de protestos já está sendo programado para a semana após a Páscoa.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar