spot_img
spot_img

Tensões na fronteira Norte: Brasil reforça operação em guerra Guiana x Venezuela

O comboio, liderado pelo Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, iniciou seu deslocamento no dia 13 de janeiro, percorrendo aproximadamente 2.500 km por terra

Atualizado há

GEORGETOWN – O Comando Militar do Oeste (CMO) anunciou o envio de 101 viaturas e mais de 200 militares na terceira fase da Operação Roraima, uma iniciativa que visa reforçar a fronteira do Brasil com a Venezuela em Roraima. O comboio, liderado pelo Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, iniciou seu deslocamento no dia 13 de janeiro, percorrendo aproximadamente 2.500 km por terra, além de trechos fluviais que totalizam mais de 1.200 km, até alcançar Bela Vista (RR).

A decisão de intensificar a presença militar na região surge em meio a crescentes tensões causadas pelo plebiscito realizado pela Venezuela, no qual a maioria da população votou a favor da anexação da Guiana. Em resposta, o governo brasileiro está reforçando a presença militar em Pacaraima.

A nova fase da operação, denominada “Operação Roraima”, tem como destaque um exercício de concentração estratégica das Forças de Prontidão. Esta etapa incluirá não apenas a reestruturação da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, mas também a criação do 18º Regimento de Cavalaria Mecanizado em Boa Vista (RR).

- Publicidade -

Segundo o CMO, todas as atividades seguem um cronograma previamente estabelecido pelo Exército Brasileiro, com o objetivo de garantir a defesa da pátria, especialmente na região da fronteira.

O transporte das 101 viaturas e mais de 200 militares está a cargo do 18º Batalhão de Transporte, pertencente ao 9º Grupamento Logístico. A primeira fase da operação ocorreu no 20º Regimento de Cavalaria Blindado, em Campo Grande, na última sexta-feira (12).

O comboio é composto por 89 viaturas, incluindo 28 blindados, 14 Guaicurus, 8 Guaranis, 6 Cascavéis, além de veículos de apoio e escolta. Destaca-se a presença da viatura blindada Guarani, anfíbia e com capacidade para transportar até 11 militares. Equipada com proteção antiminas, couraça, assentos individuais e proteção balística contra tiros de 7,62 mm e estilhaços de granadas, a Guarani possui um peso bruto de 14,7 toneladas, motor blindado de 383 cavalos e atinge uma velocidade máxima de até 100 km/h.

A viatura blindada Guaicuru, uma homenagem à tribo do sudoeste de Mato Grosso do Sul, é uma multitarefa leve sobre rodas (VBMT-LSR) 4X4 LMV-BR. Batizada em referência à colaboração da tribo na guerra contra o Paraguai, há mais de um século e meio, o veículo desempenha um papel fundamental nas operações, fornecendo mobilidade e versatilidade às Forças Armadas brasileiras.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App