Foto: David Higginbotham/MSFC/NASA

Este é um momento muito aguardado. O lançamento do telescópio espacial James Webb, o principal observatório da Nasa da próxima década, está marcado para o dia 18 de dezembro, na Guiana Francesa.

O telescópio sofreu um atraso de anos, além de uma série de fatores provocados pela pandemia e por desafios técnicos. Mas agora o observatório espacial mais potente do mundo irá responder a perguntas sobre nosso sistema solar, estudar exoplanetas de novas maneiras, e olhar para nosso universo de uma forma profunda que não conseguíamos fazer antes.

Publicidade

O James Webb irá observar as atmosferas de exoplanetas, alguns dos quais são potencialmente habitáveis, e pode descobrir pistas sobre a busca contínua por vida fora da Terra. O telescópio é equipado com um espelho que pode chegar a 6,5 metros, um comprimento que permitirá ao equipamento captar mais luz dos objetos observados quando estiver no espaço.

Quanto mais luz o espelho captar, mais detalhes o telescópio poderá observar. O espelho possui 18 segmentos hexagonais folheados a ouro, cada um com 1,32 metros de diâmetro.

Comentar

Comentar