Amar Ramadhin — Foto: Luiz Paulo

Seis infecções diárias. Essa é a media de pessoas que testam positivo para a Covid-19 no Suriname, segundo o Ministério da Saúde, em pronunciamento em rede nacional na televisão. Os dados deixam o país abaixo da zona de perigo, que atualmente está definida em 25 casos diários. Amar Ramdhin, titular da pasta, reiterou as medidas de controle e combate. Confira:

  • Use cobertura para a boca e nariz. Crianças com menos de 12 anos não precisam usar;
  • Observe a distância física de 1,5 metros, a chamada distância social;
  • Lave as mãos regularmente com água e sabão ou use desinfetante.

As seguintes medidas se aplicam de segunda-feira, dia 9, até domingo, dia 22 de novembro:

Publicidade
  • A proibição da vida noturna permanece definida das 22h às 05h.

Fora do horário de toque de recolher, as seguintes medidas se aplicam:

  • Nenhum encontro de grupos com mais de trinta pessoas. É proibido realizar festas, incluindo as residenciais;
  • Funeral e reuniões religiosas são permitidos seguindo regras;
  • Atividades esportivas recreativas ao ar livre estão permitidas. Isso sem árbitros e ou espectadores. Esportes com contato intensivo ainda não são permitidos;
  • O transporte de passageiros somente é permitido com a devida observância do protocolo de transporte público;·
  • Bares, boates, salões de dança, discotecas e similares permanecerão fechados. As sanções serão aplicadas se esses lugares estiverem abertos, apesar da proibição;
  • Restaurantes e outras lanchonetes comerciais só podem ser abertos para entrega, a menos que tenham terraços ao ar livre;
  • Mercados estão abertos;
  • Espaços de recreação estão abertos;
  • estão abertos: casinos; locais de jogos e entretenimento; escritórios de jogos de azar; ginásios, ioga, escolas de dança, aeróbica, zumba e centros desportivos ou de fitness;
  • Profissões de contato, como fisioterapeutas, cabeleireiros, cabeleireiros e barbearias; Tudo isso de acordo com os protocolos aplicáveis, com a devida observância das medidas do COVID19 estão liberados;
  • A fronteira aérea está parcialmente aberta ao tráfego de passageiros, desde que sejam cumpridas as condições e protocolos específicos do país de proveniência direta;
  • Os voos para o interior são realizados apenas em conformidade com os protocolos de aviação aplicáveis.

 

Comentar

Comentar