Segundo Marthelise Eersel, diretora do departamento do ministério da Saúde, a demanda por médicos especialistas aumentou no Suriname.

De acordo com Eersel, isto inclui especialistas nas áreas que tratam de câncer, coração e rins. Esta necessidade surge, principalmente nas áreas rurais. Disse Marthelise Eersel.

Publicidade

“Atualmente, há quarenta médicos em formação nestas áreas no Suriname, alguns dos quais vão se formar dentro de um a dois anos.”

Além de importantes especialistas, há uma enorme demanda por médicos para hospitais de emergência. Apenas para o plantão no Hospital Acadêmico de Paramaribo mais de 25 médicos são necessários para atender a população.

No departamento do pronto socorro do hospital St. Vincent, também há uma falta de estrutura especializada. Este défice agora atualmente é preenchido por outros médicos, que são Holandeses e Filipinos. “O número de especialistas que estão se formando aumentou significativamente nos últimos cinco anos.” Afirmou a diretora do ministério da saúde.

O Suriname tem atualmente cerca de 280 médicos, 120 médicos especialistas e os outros médicos atuam em outras áreas. Em 2014, dez médicos Filipinos vieram trabalhar nos hospitais do Suriname.  Segundo Eersel, atrair mais médicos Filipinos, incluindo especialistas, é preciso para complementar a atual deficiência de médicos. Além disso, será um benefício para os hospitais que estão sendo criados em Albina e Wanica.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar