Albert Ramdin — Foto: Luiz Paulo

Autoridades dos Estados Unidos estão conversando com o governo do Suriname para enviar os afegãos restantes mantidos em uma base americana em Kosovo para a capital Paramaribo, inicialmente.

As negociações estão ocorrendo porque os afegãos não cumpriram os requisitos de entrada para a admissão nos Estados Unidos. O embaixador do Suriname nos EUA, Maarten Schalkwijk, disse ao The Wall Street Journal que as negociações com os Estados Unidos estão em um estágio preliminar, e o país está considerando se deve avançar.

Publicidade

“Estamos considerando isso”, disse o embaixador Schalkwijk, acrescentando que o país nomearia uma equipe para lidar com as negociações, se necessário. De acordo com o ministro das Relações Exteriores, Albert Ramdin, alguns dos afegãos estão em campos de refugiados há mais de um ano.

Enquanto isso, uma conversa exploratória também foi mantida com o Suriname por funcionários dos EUA. “As conversas estão em andamento e, em particular, a avaliação das informações que estamos recebendo atualmente. O Suriname é conhecido como um país amigável e acolhedor. Como parte de nossa solidariedade com a comunidade internacional, essa possibilidade está sendo considerada”, disse Ramdin.

Acrescentou que o governo do Suriname também deseja que, além da avaliação dos deslocados, haja certezas quanto à orientação dos envolvidos pela Organização Internacional para as Migrações (OIM) e também a assistência financeira necessária.

Atualmente, os perfis dos refugiados envolvidos estão sendo compartilhados com as autoridades do Suriname para avaliação. Este processo de admissão de refugiados é supervisionado e facilitado pela OIM, enfatizou Ramdin.

Comentar

Comentar