Foto: Caribbean Airlines

O Suriname deu sinal verde para que a Caribbean Airlines, com sede em Trinidad, retome as operações no país após uma reunião entre altos funcionários do Ministério dos Transportes, Comunicações e Turismo (TCT), a Associação de Agentes de Viagem do Suriname (ASRA) e a CAL .

“De fato, a permissão foi concedida, mas, enquanto isso, uma resolução deve ser trabalhada”, disse o ministro dos Transportes, Albert Jubithana. Na semana passada, o Suriname, ainda irritado com o tratamento dispensado a seus cidadãos pela Caribbean Airlines, negou o pedido da companhia aérea para retomar os voos para o país da Comunidade do Caribe de língua holandesa (CARICOM).

Publicidade

“Enquanto a Caribbean Airlines não resolver seus problemas com seus passageiros e agências de viagens, não receberá permissão minha para retomar a operação. O Suriname é um país onde as regras se aplicam e a ordem prevalece”, disse Jubithana. O Suriname disse que a companhia aérea, ao contrário de outras, não cuidou dos passageiros que ficaram retidos aqui quando o espaço aéreo foi fechado para voos comerciais regulares em março de 2020.

 

Comentar

Comentar