Amar Ramadhin — Foto: Luiz Paulo
Publicidade

O Ministério da Saúde confirmou que a variante da Covid-19 do Brasil, do Reino Unido e África do Sul foram identificadas no Suriname. Em entrevista ao programa To The Point, da Apintie Televisie, na noite desta segunda-feira, dia 5, Amar Ramadhin afirmou que as amostras foram diagnosticadas no último sábado.

“O instituto de saúde holandês RIVM examina as amostras gratuitamente para o Suriname”, disse o ministro durante o programa. Com a nova variante, o governo pode endurecer as medidas de controle e combate. O bloqueio total, com isso, passa a ser cogitado novamente.

Publicidade

“Não podemos excluir o endurecimento das medidas da Covid-19 novamente. Por exemplo, refeições em ambientes fechados podem ser interrompidas. É certo que as medidas serão mais rígidas. É possível um aperto do bloqueio ou o bloqueio total de final de semana serão analisados”, disse Ramadhin.

As mudanças nas medidas serão adotadas e, em seguidas, anunciadas após reunião no Parlamento. “Amanhã a sociedade saberá quais medidas estão sendo tomadas. Já está sendo repassado à sociedade que uma possível terceira onda poderá estourar no Suriname”, adiantou o ministro.

Nova variante

A cepa brasileira da Covid-19, segundo o governo do Suriname, atinge pessoas entre 25 e 40 anos. Nos últimos dias, a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Acadêmico de Paramaribo (AZP) foi reaberta aos pacientes com o vírus. O cenário está sendo avaliado pelo presidente Chan Santokhi.

 

Comentar

Comentar