spot_img
spot_img

Suriname comemora “Dia Mundial do Doador de Sangue” (Fotos e Vídeo)

Atualizado há

Nesta terça-feira, dia 14 de junho, foi comemorado o dia mundial do doador de sangue. 

O dia foi lembrado com o gesto solidário de doar sangue através de um evento organizado pela Cruz Vermelha do Suriname.

De acordo com Ellen-Jeanne Burleson, coordenadora de comunicação do Banco de Sangue do Suriname, os hospitais têm uma necessidade diária de dezenas de unidades de sangue para atender pacientes que precisam de sangue em casos de nascimentos, operações, vítimas de acidentes rodoviários e outros casos onde para estes pacientes receber sangue, é uma questão de vida ou morte.

- Publicidade -

Burleson disse ainda que o objetivo neste dia mundial do doador de sangue é chamar a atenção para importância do ato de doar sangue para salvar vidas. Segundo Burleson, o banco de sangue do Suriname possui 6.000 doadores registrados e a meta é elevar o número de doadores para 7.000 através de campanhas realizadas para incentivar o ato de doar sangue como um ato de amor.

Reza Dhoekie (45), diz que começou a doar sangue aos 39 anos de idade e repete o ato cerca de cinco vezes por ano para ajudar o banco de sangue. “Quanto mais cedo você começa a doar sangue, mais vidas você pode salvar”, disse o doador que está satisfeito com o trabalho do Banco de Sangue do Suriname neste dia mundial do doador de sangue.

Henk Budhna é um membro dos “amigos do banco de sangue”. Este grupo se mobiliza para atrair novos doadores e assim identificar outros doadores em potencial. “Nós estamos visando principalmente a juventude, com menos de 25 anos para fazer isso, porque doar sangue é um ato de amor”, afirmou Henk.

“A grande preocupação neste dia é sensibilizar novos doadores e agradecer aos que já doaram no sentido de mobilizar que sejam fidelizados no ato da doação. Doar sangue é compartilhar vida, já que uma simples doação pode salvar até quatro vidas. Por isso, a importância é de conscientizarmos cada vez mais a população a se sensibilizar com o tema e ajudar cada vez mais pessoas”, acrescentou a coordenadora de comunicação do Banco de Sangue do Suriname, Ellen Jeanne Burleson.

Pessoas entre 18 e 60 anos podem doar sangue. Para os menores, é necessário o consentimento dos responsáveis, e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação, não fumar e não estar de jejum. A doação é 100% voluntária e beneficia qualquer pessoa independente de parentesco. É importante lembrar que o sangue é essencial para os atendimentos de urgência, realização de cirurgias eletivas de grande porte e tratamento de pessoas com doenças crônicas, como Doença Falciforme e a Talassemia, além de doenças oncológicas variadas que necessitam de transfusão frequentemente.

[alert color=”C20000″]Clique na imagem para abrir.[/alert]

[ot-video type=”youtube” url=”https://www.youtube.com/watch?v=iSxRo75h90g”]

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App