spot_img
spot_img

Suralco continua produzindo minério de bauxita em mina do Suriname

Atualizado há

Ao contrário do que foi anunciado em junho de 2014,  a Suralco não diminuiu a sua produção.

O Presidente Desi Bouterse, disse em junho de 2014 que a Suralco iria reduzir temporariamente a produção na Mina de Lelydorp. Não está claro porque a Suralco ainda continuou produzindo de forma simples, apesar dos preços baixos do alumínio no mercado mundial.

Desde que a produção encontrou o progresso normal, a empresa Holandesa Boskalis continuou a trabalhar. Esta empresa fornece a extração e transporte de minério de bauxita da mina em Lelydorp. Se a produção da Suralco tivesse reduzido, isso teria levado a uma quebra de contrato com a Boskalis, e iria custar a Suralco mais de 40 milhões de dólares. A Suralco exigiu do governo em junho, que eles pagassem por esses custos. O contrato com a Boskalis vai até meados de 2015.

Enquanto isso, o governo e a ”Alcoa” já estão há algum tempo em negociações sobre o futuro da indústria de bauxita no Suriname. As opções são que o governo assuma a Suralco ou que a ”Alcoa” feche o negócio. Depois que a companhia deixar as áreas de minério eles deixarão o Suriname. A equipe da Suralco ainda não tem certeza de suas posições. São mais de 700 funcionários e 1200 contratantes que dependam da empresa.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App