spot_img
spot_img

Sindicatos e empresários do Suriname planejam mega protesto para 13 de maio

Atualizado há

Sindicatos e empresários da Industria e do comércio vão se unir aos cidadãos insatisfeitos em um grande protesto contra o aumento da taxa de energia elétrica.

Além do RAVAKSUR, a Associação de pequenos e médios empresários do Suriname (Akmos) estará apoiando um protesto nacional liderado por Robby Berenstein, coordenador do Conselho de Sindicatos do Suriname (RAVAKSUR) contra o recente aumento da taxa de energia elétrica anunciada pelo governo no dia 1 de maio.

“Enquanto o Fundo Monetário Internacional (FMI) vai decidir na sexta-feira, 13 de maio, se deve ou não apoiar o programa de gestão de crise do Suriname em Paramaribo, nós vamos realizar um protesto nacional”, afirmou esta semana o líder sindical Robby Berenstein.  Sham Binda, presidente da Associação dos Pequenos e médios empresários no Suriname (Akmos) disse que o protesto será maciçamente apoiado.

- Publicidade -

Vários setores da sociedade civil estão mobilizados para este protesto e Sham Binda afirma que as empresas não podem arcar com o novo aumento das tarifas de energia. O representante dos pequenos e médios empresários do Suriname disse que não há absolutamente nenhuma orientação dada pelo governo para tirar o país da crise. ” O futuro é incerto porque o país e o governo ainda não podem apresentar um plano concreto e coerente. Há apenas conversa de auto-engrandecimento e auto-enriquecimento. O país está falido e não há nenhuma luz no fim do túnel. Como as pessoas e as empresas vão sobreviver com tantos aumentos? “, disse Sham Binda.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App