O Serviço de Imigração do Corpo de Polícia do Suriname (KPS) emitiu uma nota informando um número recorde de deportações ocorridas no mês de novembro.

Segundo o relatório do Serviço Federal de Imigração do Suriname mais de 400 imigrantes ilegais tiveram que deixar o país por violarem as leis de imigração do Suriname.

Publicidade

A nota do Serviço de Imigração informa ainda, que o grande número de estrangeiros deportados no mês passado é o resultado de medidas mais rigorosas adotadas pela polícia para controlar a entrada e a permanência de imigrantes ilegais no Suriname.

Na lista de estrangeiros obrigados a sair do Suriname consta: 227 brasileiros, 116 chineses, 20 Hatianos, 11 dominicanos, 10 guianenses, 28 vietnamitas e um hondurenho. De acordo com as medidas aplicadas aos estrangeiros deportados, alguns poderão voltar ao Suriname após dois meses, enquanto a maioria só poderá retornar ao país depois de um ano.

Muitos destes imigrantes ilegais entraram no Suriname através do aeroporto Johan Adolf Pengel e também através das fronteiras. No entanto, não conseguiram cumprir o prazo estipulado de estadia.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar