Segundo Annie Zinhagel, presidente da Associação de Hotéis no Suriname (SHA) a industria do turismo não é uma prioridade para os políticos. “É sempre dito que essa indústria deve ser um pilar importante no país, no entanto, sem uma legislação e regulamentos, isto não passa de palavras”. Afirmou  Annie Zinhage.

O vice-presidente da Associação de Agentes de Viagens (ASRA), Just de Miranda, acha crítico o estado atual das autoridades de turismo. O vice presidente do (ASRA) lamenta que até hoje ainda não existe nenhuma autoridade de turismo relevante no país.

Publicidade

A Fundação de Turismo do Suriname (STS) existe, mas para funcionar, precisamos de especialistas nesta área.

Há anos a fundação (STS) está rodeada de pessoas legais, porém, elas não tem a menor ideia de marketing eficientes e eficaz, disse Miranda. Isso é a prova da falta de legislação e também a prova que a política não da a atenção necessária para o setor do turismo.

“Sem legislação, os investidores potenciais vão ficar longe de hotéis e outros alojamentos turísticos, enquanto nós precisamos de mais investidores.

É uma questão de frango e ovo; porque se agora tivéssemos  que receber muitos visitantes não seriamos capazes de recebe-los de uma forma adequada “, enfatiza Zinhagel.

Thelma Douglas, diretora do Ministério de Transporte, Comunicação e Turismo (TCT), confirma que o governo está fazendo pouco em matéria de turismo.

Temos que fazer uma lei de turismo para ser analisada e aprovada pelos parlamentares.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar