— Foto: Luiz Paulo

Chan Santokhi e Ronnie Brunswijk, presidente e vice do Suriname, receberam os policiais nesta quinta-feira, dia 20, logo após um protesto que aconteceu debaixo de muita chuva que caiu no país. Em comunicado enviado pelo serviço de comunicação do governo, o chefe de estado informou ter tomado conhecimento dos principais anseios da categoria.

Chan Santokhi — Foto: Luiz Paulo

“Um dos pontos é o seguro SZF, onde deve haver assistência médica totalmente gratuita. Negociações sobre reajustes salariais, promoções, treinamentos que não deram certo, compra de uniforme e outros atributos também foram discutidos. O Sindicato da Polícia do Suriname (SPB) também apontou as condições inseguras e anti-higiênicas em que o trabalho deve ser feito em várias delegacias”, disse Santokhi.

Publicidade

O Sindicato da Polícia também expressou insatisfação com as negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI), bem como com a situação cambial. No que diz respeito ao seguro SZF, a organização policial indicou que as possibilidades nesta área serão examinadas. “O governo está pronto para conceder um aumento salarial”, adiantou Santokhi.

A próxima reunião entre o presidente Santokhi e o SPB está marcada para sábado, 29 de maio. Além disso, foi acordado que nos próximos dias serão realizadas quatro reuniões agrupadas sobre: ​​resolução e decisões, formação, equipamento policial, condições de trabalho e escala de serviço. “Estamos dispostos a ouvir e atender o que for possível”, concluiu.

Comentar

Comentar