Ao menos sete bairros da capital do Chile tiveram confrontos. Dez pessoas foram detidas por desordem, segundo a polícia.

Confrontos entre manifestantes e policiais sacudiram na noite desta quinta-feira (11) ao menos sete bairros de Santiago do Chile, por ocasião do 41º aniversário do golpe militar de 11 de setembro de 1973.

Publicidade

Os distúrbios começaram em Villa Francia, no oeste da capital, onde um grupo de encapuzados ergueu barricadas, acendeu fogueiras e enfrentou a polícia, que utilizou bombas de gás lacrimogêneo, segundo imagens da TV local.

No bairro de Renca, ocorreram confrontos com disparos e um policial recebeu um tiro no pé, informou à AFP um porta-voz da polícia.

Um policial foi ferido no rosto por um disparo de escopeta no bairro de Puente Alto, enquanto em Melipilla, 87 km a sudoeste de Santiago, quatro agentes da polícia se feriram ao enfrentar manifestantes.

A polícia deteve dez pessoas por desordem em diversos bairros da capital.

Os distúrbios são frequentes durante os aniversários do golpe militar que iniciou a ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), o que faz o comércio de Santiago fechar suas portas mais cedo.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: AFP

Comentar

Comentar