spot_img
spot_img

RETROSPECTIVA JANEIRO: Estrangeiros presos no Johan Pengel, brasileiros libertos da cadeia, e amapaense acusado de ser coiote

Confira os eventos que marcaram o mês de janeiro

Atualizado há

PARAMARIBO – Mostraremos, a partir de hoje, os principais acontecimentos que marcaram o mês de janeiro no Suriname. Acontecimentos de todos os tipos marcaram o período e destacaremos as notícias mais relevantes que moldaram o cenário do país. Relembre os eventos que impactaram a nação surinamesa ao longo do mês.

Estrangeiros presos no aeroporto Johan Adolf Pengel

A Equipe Internacional de Controle de Drogas (BID) da polícia do Suriname teve êxito ao prender dois estrangeiros no aeroporto internacional Johan Adolf Pengel em Zanderij durante uma inspeção de rotina. Os passageiros foram flagrados com uma quantia significativa de dinheiro estrangeiro escondida em suas malas. Tanto os suspeitos quanto o dinheiro foram entregues ao Departamento de Fraudes e Delitos Econômicos para indiciamento, conforme divulgado pelo Departamento de Relações Públicas da Força Policial do Suriname.

- Publicidade -

Leia reportagem completa clicando aqui

Marinha apreende barco que seguia para o Suriname para abastecer garimpo

No início desta semana, a Polícia Federal, em colaboração com a Marinha do Brasil, interceptou uma embarcação ilegal no rio Oiapoque/AP, destinada aos garimpos do Suriname e Guiana Francesa, transportando nove adultos e dois adolescentes. Dois indivíduos foram detidos em flagrante por promoverem tentativa de migração ilegal, cobrando R$1 mil dos passageiros, em sua maioria sem passaporte, para o deslocamento fluvial até Caiena. A ação policial, guiada por informações de inteligência, prosseguiu durante a madrugada, resultando no resgate de mais de 40 cubanos abandonados pelos coiotes às margens do Rio Oiapoque. Todas as vítimas foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia Federal em Oiapoque/AP para os procedimentos necessários.

Leia reportagem completa clicando aqui 

Brasileiros são libertos após acusação de extração ilegal de ouro

Quatro brasileiros, incluindo três maranhenses, foram libertados após quase três meses de detenção na região de Imataca, na Venezuela, onde foram flagrados trabalhando em um garimpo ilegal. A soltura ocorreu após uma audiência realizada nesta quarta-feira (11). Entre os maranhenses, Lucília Ferreira do Nascimento, Francisco Cunha Silva e Samuel da Conceição foram detidos pelo Exército venezuelano em 26 de outubro, próximo à fronteira com a Guiana Francesa. Familiares e amigos, no Maranhão, alegam que os detidos não tiveram direito à defesa e enfrentaram condições precárias e subumanas desde a prisão.

Leia reportagem completa clicando aqui 

Polícia do Suriname prende quatro acusados de roubo 

A polícia agiu com rapidez em resposta a denúncias de assalto em um endereço residencial no Projeto Tammenga, em Paramaribo. Testemunhas avistaram quatro jovens suspeitos, identificados como O.A. e Oliver O, ambos com 22 anos, G.A., de 24 anos, e J.K., de 23 anos. Após receberem a denúncia, os policiais, utilizando seus veículos privados, chegaram prontamente ao local indicado, onde prenderam os suspeitos. Na tentativa de escapar, os jovens foram dissuadidos por dois tiros de aviso disparados pelos agentes, destacando a prontidão das autoridades em enfrentar atividades criminosas na região.

Leia reportagem completa clicando aqui

Brasileiro é acusado de atuar como coiote na Guiana Francesa

A Polícia Federal (PF) anunciou a prisão de um brasileiro acusado de atuar como coiote na região de fronteira com a Guiana Francesa, em Oiapoque, no Amapá. Durante a operação, foram encontrados oito estrangeiros, sendo seis mulheres, um homem e um menor de idade. Segundo a PF, a região se tornou uma rota para o contrabando de migrantes originários de Cuba. As investigações revelam que o fluxo migratório se inicia com a chegada aérea no Suriname, seguida pelo deslocamento terrestre até a Guiana Francesa. Posteriormente, os migrantes utilizam um barco clandestino para entrar no Brasil pelo rio Oiapoque.

Leia a reportagem completa clicando aqui

 

 

 

 

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App