Máscaras, luvas, muito álcool gel e medidas de distanciamento social. É com essas políticas que os países que estão se reabrindo para o turismo após controlar a propagação do novo coronavírus em seus territórios pretendem voltar a receber visitantes, com a maior segurança possível. Na Itália, os trens já voltaram a funcionar há quase um mês, e os passageiros são orientados a usar equipamentos de proteção.

No Egito, onde a economia depende da vinda anual de milhões de turistas, as medidas estão por todas as partes. Na recepção deste hotel no Cairo, os sinais no chão marcam com clareza onde os hóspedes devem ficar para manter uma distância segura.

Da mesma forma, as balizas que dividem as filas para a entrada das pirâmides de Gizé são a forma de reforçar o distanciamento que deve existir entre os visitantes.

Garçons com máscaras, como este, que trabalha em um restaurante em uma das principais praças de Veneza, na Itália, serão uma visão comum em todo o mundo reaberto.

Na praia de Antalya, na Turquia, estacas marcam o local onde cada guarda-sol deve ser colocado, como forma de respeitar o distanciamento social necessário ao combate à covid-19.

Espreguiçadeiras alinhadas e separadas na distância ideal são a nova norma nas praias turcas, como a de Yemis Kumu, na cidade de Mersin.

Na Espanha, as praias reabriram com lotação limitada. Na de Bogatell, em Barcelona, o policial usa um cordão de isolamento para fechar o acesso quando o número máximo de pessoas é atingido.

No Vietnã, um dos países que conseguiram passar pelos primeiros seis meses de pandemia sem sequer uma morte pela covid-19, as máscaras também estão nas piscinas dos hotéis.

Hotéis estão adotando medidas rígidas de limpeza dentro dos quartos e isso inclui uma proteção reforçada para os funcionários que fazem esse serviço, Com o controle da pandemia na Alemanha, dezenas de trabalhadores da linha de frente do combate à covid-19 puderam viajar juntos para a ilha de Kos, na Grécia.

Mesmo viajando com todas as medidas de segurança, eles precisaram fazer exames na chegada à Grécia, para que as autoridades se certificassem de que ninguém estava contaminado pelo coronavírus.

Em um restaurante na Cidade do México, o distanciamento social requer que parte das mesas não sejam disponibilizadas para os clientes. Ninguém pode ficar muito perto.

Normalmente cheia de turistas chineses, esta praia em Phuket, na Tailândia, ainda está longe de receber a quantidade normal de visitantes. Apenas ocidentais têm aparecido.

Avisos indicam que a praia de Tamariu, perto de Girona, na Espanha, está com a lotação esgotada e, por isso, o acesso está fechado para receber mais banhistas.

Fonte: R7

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar