‘Temos diferentes valores e aliados’, postou o vice-premiê Dmitry Rogozin.

O homem que empurra o mundo para o limiar de um conflito bélico já apareceu em fotos caçando baleias, cavalgando sem camisa, viajando de Harley-Davidson. As imagens intrépidas de Vladimir Putin sempre serviram de propaganda para o político que comanda a Rússia desde 1999. Nesta sexta-feira, também foram usadas para atacar o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Publicidade

Em sua conta no Twitter, o vice-primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Rogozin, colocou uma foto de Putin segurando um leopardo ao lado de uma imagem de Obama com um cachorro poodle. A montagem foi publicada junto com a mensagem: “Temos diferentes valores e aliados”. A foto de Putin foi tirada pouco antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, em fevereiro deste ano. O registro de Obama teria sido feito quando ele concorria ao Senado, segundo a imprensa americana.

A provocação de Rogozin surge depois de os EUA ampliarem as sanções contra a Rússia em resposta ao financiamento de separatistas na Ucrânia. Os comandados de Putin abateram um avião da Malaysia Airlines com quase 300 pessoas a bordo no último dia 17, o que forçou o governo americano e os países da União Europeia a aumentarem a pressão contra o Kremlin por meio de restrições aplicadas a áreas importantes da economia. Em uma rodada anterior, o próprio Rogozin foi alvo de restrições.

Mesmo com a animosidade explícita, ao anunciar o pacote de sanções nesta semana, Obama voltou a negar que o mundo esteja vivendo uma nova Guerra Fria. “Não, não é uma nova Guerra Fria. Isso é uma questão muito específica relacionada à falta de disposição da Rússia em reconhecer que a Ucrânia pode traçar seu próprio caminho”, disse. No ano passado, contudo, ao falar sobre o asilo concedido ao ex-analista de inteligência Edward Snowden, Obama afirmou que a Rússia exibia uma”mentalidade da Guerra Fria”.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar