Laura Lynn Cross, de 37 anos, admitiu em tribunal de Ohio, nos Estados Unidos, na última sexta-feira (24), ter tido um filho com um estudante de 14 anos. As informações são do Extra.

O caso começou depois que a professora chamou o adolescente – que tinha os pais em processo de separação – para um banho de piscina em sua casa.

Publicidade

A professora chegou a convencer a mãe do menino a deixa-lo morar em sua casa durante o processo de disputa da custódia.

O relacionamento da professora com o estudante durou três anos. Em 2015, a mãe do adolescente chegou a prestar queixa contra Laura Lynn, mas o filho se recusava a deixar a residência da professora.

Laura será sentenciada no próximo mês e pode chegar a 15 anos de prisão.

Não é a primeira vez que professoras mantém relacionamento com seus alunos.

Fonte: Com informações do Extra

Comentar

Comentar