O chefe de estado expressou sua desaprovação aos ataques terroristas que tiveram lugar na última sexta-feira, em vários locais da capital francesa.

De acordo com o presidente Bouterse, não há justificativa para os ataques terroristas que deixaram vários mortos e feridos em Paris na sexta-feira á noite.

Publicidade

O presidente Bouterse disse que o Suriname deveria aproveitar este momento para reconhecer e agradecer pela benção de se viver em uma nação composta por diferentes religiões e que é livre da intolerância religiosa e do terrorismo.

Nos ataques ocorridos na sexta-feira em diferentes locais de Paris mais de 120 pessoas foram mortas e dezenas de pessoas ficaram feridas. O presidente francês, François Hollande, declarou estado de emergência por toda a França fechando as fronteiras do país.

A maioria das vítimas estavam no teatro Bataclan, região central de Paris e os primeiros relatos registram mais de 100 pessoas mortas por homens mascarados e armados, incluindo um ataque suicida em um estádio da capital francesa.

A operação policial que começou na madrugada de sábado resultou em três dos terroristas mortos e uma caçada aos que conseguiram fugir.

As ultimas informações divulgadas pela imprensa internacional revelaram que o grupo terrorista que se auto denomina “Estado Islamico” está por trás dos ataques contra os franceses em retaliação pela morte de um importante membro do grupo identificado como “John Jihadista”. De acordo com o Itamaraty, dois brasileiros ficaram feridos nos ataques.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar