Os dois policias Haroenmohamed Nabibaks e Anielkoemar Kalipsingh, que foram condenados pelo assassinato de Celius Molius, afirmaram ser inocentes e por isso estão apelando. Cada um recebeu uma sentença de 15 anos de prisão.

Na semana passada Nabibaks e Kalipsingh, foram acusados de rapto, extorsão e também de terem assassinado Celius Molius. No entanto, o advogado Irvin Kanhai acredita que as provas contra os dois foram obtidas de forma ilegal.

Publicidade

O procurador foi inflexível no seu argumento, dizendo que os policias abusaram da posição que tinham e a juíza Maytrie Kuldipsingh, disse que os agentes têm de fato o dever de proteger a sociedade.

Saiba mais:

Dois policiais são condenados a 15 anos de prisão por assassinato de um Haitiano no Suriname

O corpo do haitiano Molius foi encontrado no dia 29 de março de 2012, ao longo da rua New weergevondenweg. Suas mãos tinham sinais que haviam sido amarradas.

Deixe seu comentário abaixo.

 

Comentar

Comentar