A família é formada por três irmãs adultas e nove filhos delas, com idades entre 3 e 15 anos.

As autoridades britânicas tentam localizar doze membros de uma família, entre eles crianças de entre três e 15 anos, suspeitos de terem viajado para a Turquia com a intenção de atravessar a fronteira para a Síria e se unir ao Estado Islâmico (EI), informa nesta terça-feira a rede BBC. As adultas são três irmãs da cidade de Bradford, no norte do país, que viajaram com seus nove filhos para a Arábia Saudita no dia 28 de maio, mas ainda não retornaram à Grã-Bretanha, apesar de terem previsto voltar no último dia 11.

Publicidade

O advogado da família, Balaal Khan, confirmou que a principal inquietação é que as irmãs tenham viajado para a Síria. “A família está extremamente preocupada com o paradeiro destas pessoas desaparecidas e seu bem-estar”, acrescentou Khan. “A Polícia de West Yorkshire está investigando este caso e se entrou em contato com as autoridades turcas. No entanto, neste momento não há progressos. A família destas pessoas desaparecidas está extremamente preocupada”, disse o advogado.

As três irmãs foram identificadas pela imprensa como Sugra, Zohra e Khadija Dawood, e elas foram de Medina, na Arábia Saudita para Istambul, na Turquia. O advogado confirmou que a viagem para Istambul acontecem em 9 de junho, embora aparentemente dois integrantes da família não teriam embarcado. Os familiares entraram em contato com a polícia depois que as três irmãs não retornaram à Grã-Bretanha, como era previsto.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar