spot_img
spot_img

Polícia procura assaltantes brasileiros que atacaram militares do Suriname no garimpo

Atualizado há

De acordo com informações já confirmadas pelas forças armadas do Suriname, três militares foram agredidos e desarmados por uma quadrilha de assaltantes formada por brasileiros.

O fato ocorreu no mês de dezembro do ano passado na região de garimpo do Tapanahony quando a quadrilha fortemente armada com pistolas automáticas e fuzis agrediu e roubou as armas de três militares.

Franklin Ameer, comandante da polícia regional do Suriname, disse que a polícia já identificou alguns integrantes da quadrilha, mas não pode prender os acusados porque os garimpeiros tem medo de denunciar o caso a polícia. “Os garimpeiros que foram roubados pela quadrilha sabem quem são os assaltantes, mas ninguém quer denunciá-los porque a quadrilha é temida na região. Durante os assaltos esses criminosos agem com violência e ameaçam dizendo que se forem denunciados voltarão para acertar as contas”, disse o comandante da polícia regional, Franklin Ameer, no sábado, 14 de janeiro.

- Publicidade -

Franklin disse ainda que a polícia apesar de saber quem são alguns dos assaltantes fica impossibilitada de tomar medidas contra a quadrilha, porque se as vítimas não registraram ocorrência, os bandidos serão presos, mas logo estarão em liberdade por falta de provas.

A quadrilha de brasileiros, segundo o comandante da polícia regional, é composta por cinco ou seis homens armados e perigosos que surpreenderam e desarmaram três soldados no mês de dezembro do ano passado na região de “Damoetoekreek”, um afluente do Lawarivier no distrito de Sipaliwini. Os soldados depois de espancados pelos bandidos foram amarrados pelos criminosos que fugiram levando três fuzis de uso exclusivo do exército. Os soldados foram encontrados mais tarde por moradores locais.

A polícia militar e uma equipe de investigadores da KPS está rastreando os passos dos suspeitos e o comandante Franklin afirmou que a prisão dos acusados agora é uma questão de honra para a polícia e para o exército do Suriname.

Os mesmos assaltantes, atacaram vários barracos nesta região e levaram dos garimpeiros locais cerca de 1.400 Kgs de ouro bruto.

Foto: Arquivo LPM

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App