De acordo com o Departamento de Relações Públicas da Polícia, trata-se de três chinesas que estavam vivendo ilegalmente no país.

Após receber uma denúncia, a polícia visitou dois endereços separados, um na Martin Luther Kingweg, no distrito de Wanica e outro no distrito de Commewijne, onde foram encontrados os estrangeiros ilegais no dia 13 de fevereiro.

Publicidade

No primeiro endereço, a polícia encontrou uma mulher que foi presa após a polícia constatar que a autorização de residência apresentada pela mulher estava vencida a vários anos. Em um supermercado no distrito de Commewijne, os agentes do Departamento de Imigração encontraram duas menores de idade que estavam sendo mantidas no local. O caso foi registrado pela polícia como tráfico de seres humanos e violação da lei de imigração do Suriname.

Tanto a mulher como as meninas serão mantidas sob custódia da polícia enquanto aguardam autorização para deportação.

O Departamento de Imigração está investigando o caso para identificar outros envolvidos no esquema montado por uma quadrilha para ganhar dinheiro com o tráfico de seres humanos.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar