As deportações de estrangeiros que insistem em permanecer vivendo ilegalmente no Suriname continuam acontecendo. 

De acordo com informações divulgadas no site da KPS, no domingo (4), 41 estrangeiros foram obrigados a deixar o país no mês de setembro por violarem a lei de imigração do Suriname.

Publicidade

Apesar do esforço demonstrado pelo governo do Suriname em oferecer a oportunidade para facilitar a legalização de estrangeiros, um grande número de imigrantes continuam sendo apanhados pela fiscalização da polícia de imigração.

Publicidade

O mais recente projeto de regularização migratória para estrangeiros lançado pelo Departamento de Justiça e Polícia chama-se “Legalisatie VII” e visa beneficiar estrangeiros que queiram morar ou trabalhar no Suriname, mas que não se enquadram nas condições regulares do processo de solicitação de visto.

O projeto “Legalisatie VII” vai até 15 de dezembro de 2018 e o valor da taxa da solicitação de visto por dossiê é de US$ 400,00 para os brasileiros que ingressaram no país de forma regular (legalmente) e US$ 600,00 para os que ingressaram de forma irregular (ilegalmente), podendo ser parcelado em até 3 vezes.

Os 41 imigrantes ilegais deportados possuem diferentes nacionalidades e na lista constam 19 brasileiros, 17 chineses, 1 indonésio, 1 holandês, 1 venezuelano, 1 malaio e 1 espanhol. A maioria dos estrangeiros expulsos pode retornar ao Suriname depois de um ano, se os documentos estiverem em ordem.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar