Um dos pilotos do avião da Germanwings, que caiu nos Alpes franceses matando 150 pessoas na terça-feira, teria deixado a cabine pouco antes do acidente, segundo o The New York Times.

Análises de uma das caixas-pretas do avião, que gravou o áudio da cabine, indicam que um dos pilotos deixou o local e não pode voltar antes da aeronave cair.

Um alto militar envolvido na investigação afirmou ao jornal que a gravação mostra uma conversa “tranquila” entre os pilotos durante a primeira parte do voo.

Depois, o áudio indica que um deles saiu do cockpit e não conseguiu mais entrar.

“O cara de fora está batendo levemente na porta e não há resposta”, disse a fonte, citada pelo jornal.

Ainda de acordo com o militar, que pediu anonimato, seria possível ouvir em seguida o piloto que está fora da cabine tentando derrubar a porta, sem sucesso.

“Ainda não sabemos a razão pela qual um deles saiu”, disse o militar, “mas é certo que até o final do voo, o outro piloto está sozinho e não abriu a porta”, encerra.

O Airbus A320 da companhia aérea de baixo custo Germanwings decolou de Barcelona, na Espanha, com destino a Düsseldorf, Alemanha, mas caiu no sudoeste da França, na região dos Alpes, matando os 144 passageiros e 6 tripulantes.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Exame

Comentar

Comentar