A polícia disse que as armas foram descobertas durante uma revista nas malas dos tripulante.

O piloto de avião que voaria de Londres, na Inglaterra, para Hong Kong, na China, com 260 passageiros a bordo foi detido por porte de facas.

Publicidade

O homem foi detido por volta das 21h20 locais (17h20 de Brasília) no último sábado, uma hora antes de o voo da Cathay Pacific decolar do aeroporto de Heathrow.

A polícia disse que as armas foram descobertas durante uma revista nas malas dos tripulantes.

O homem, que teria 61 anos, foi encaminhado para uma delegacia de polícia. Ele deixou o local após pagar fiança.

Como não havia outro piloto para realizar o voo, os passageiros tiveram de esperar até domingo para embarcar.

Segundo um porta-voz da Scotland Yard, a polícia britânica, o piloto foi preso sob a suspeita de “porte de uma arma ofensiva em local público” e “porte de lâmina de faca ou utensílio pontiagudo em local público”.

A Scotland Yard afirmou que “algumas facas” foram apreendidas e que autoridades do aeroporto estão investigando o incidente.

A Cathay Pacific emitiu um pedido de desculpas pelo episódio.

“Nós nos desculpamos pelo atraso e o desconforto causados aos passageiros do voo CX254”.

“A companhia aérea assistiu os passageiros providenciando acomodação hoteleira e voos alternativos”.

A companhia acrescentou que o voo de Boeing 777 partiu às 14h47 (10h47 de Brasília) no domingo passado e aterrissou em Hong Kong às 9h31 (5h31 de Brasília) desta segunda-feira.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: R7

Comentar

Comentar