Na última segunda-feira, 21 de julho, perante o tribunal o acusado confessou o motivo de ter colocado fogo na casa.

O acusado disse ser maltratado pelo irmão mais velho que o colocou para fora de casa e para se vingar incendiou a própria casa.

Publicidade

Ele pôs fogo primeiro em seu quarto e logo em seguida o fogo se espalhou na casa inteira. Além da casa, o carro e algumas motos também foram queimadas.

O tribunal está aguardando o resultado dos exames  psiquiátricos que irão revelar se o acusado sofre de problemas mentais. A defesa do acusado é feita pelo advogado Georgette Completer.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar