spot_img
spot_img

Passa de 50 o nº de mortos em naufrágio de barco russo no Pacífico

Atualizado há

Navio transportava 132 pessoas; 63 foram resgatadas com vida.Há ainda 15 desaparecidos; operação de resgate continua. 

Ao menos 56 pessoas morreram e 13 estão desaparecidas após o naufrágio de um barco pesqueiro russo nas águas congeladas do Oceano Pacífico, perto da Península de Kamchatka, segundo autoridades locais.

O navio afundou na madrugada desta quinta-feira (2) – noite de quarta (1º) pelo horário de Brasília.

- Publicidade -

Das 132 pessoas a bordo do “Dalniy Vostok”, 63 foram resgatadas no mar com temperatura perto de zero grau Ceslius, de acordo com Viktor Klepikov, capitão coordenador de um centro de resgate marítimo.

“A operação de resgate está em andamento, ainda estamos à procura de 15 pessoas”, disse Klepikov. “Neste momento, não sabemos o que pode ter causado a tragédia.”

A agência de notícias russa TASS citou uma autoridade da região de Kamchatka, que aponta que o grupo pode ter violado as regras de segurança ao exceder a capacidade de armazenamento de carga.

“De acordo com informações preliminares, o naufrágio ocorreu ao transportar uma pesca de 100 toneladas”, disse Sergei Khabarov à TASS.

Outra agência de notícias russa, a Interfax, citou uma fonte não identificada no centro de resgate da região, dizendo que grandes quantidades de gelo à deriva podem ter danificado o navio, que afundou em 15 minutos.

A imprensa russa citou a possibilidade de o navio ter colidido com blocos de gelo, quando a temperatura era de 0° e o mar estava calmo.

As tarefas de resgate nas águas geladas da região contam com a presença de 1.300 pessoas, em 26 embarcações e um helicóptero.

Tatiana Yujmanova, porta-voz do ministério de Situações de Emergência na região de Kamchatka, os trabalhos devem prosseguir até a noite. Sem a luz do Sol, as tarefas continuarão com menor intensidade, com ajuda de projetores de luz.

“Nove pessoas estão em situação grave, algumas inconscientes e outras em estado choque”, disse a porta-voz.

Ela afirmou que várias sofreram hipotermia.

O “Dalny Vostok” era um pesqueiro industrial de 5.700 toneladas e 104 metros concebido para permanecer no mar durante vários meses. O barco pertencia a companhia Magellan LLC, baseada em Nevelsk, porto da ilha de Sakhalin.

De acordo com os investigadores, a bordo estavam 78 cidadãos russos, 42 birmaneses, cinco homens de Vanuatu, três da Letônia e quatro ucranianos. Mas as autoridades não divulgaram as nacionalidades das vítimas.

Os investigadores apreenderam a documentação dos proprietários do pesqueiro e começaram a ouvir diversas pessoas no porto de Nevelsk e em Vladivostok, de onde zarpou o “Dalny Vostok” em 3 de janeiro.

Em dezembro do ano passado, o naufrágio de um pesqueiro no Mar de Bering, entre a Rússia e o Alasca, deixou 27 mortos e 26 desaparecidos.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

 

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App
%d blogueiros gostam disto: