spot_img
spot_img

Partido Ping é contra o reconhecimento legal de casais homossexuais no Suriname

Atualizado há

- Publicidade -

 O presidente do partido PING, Ramsoender Jhauw, é contrario á legalização do casamento homossexual no Suriname.

Segundo Jhauw, o decreto estadual para a convivência permanente só se aplica a parceiros de sexos diferentes, e deve permanecer inalterado. Nesta decisão do estado votada em 30 de Março, só tem direito à pensão por morte os casais heterossexuais e esta é uma condição que exclui de maneira clara os casais do mesmo sexo.

Jhauw baseia a sua posição no que a Bíblia prescreve. “Deus criou Adão e Eva, e não Adão e Adão ou Eva e Eva. Este grupo tem o direito de votar, que se aplica a todos, mas você não pode exigir que estes sejam reconhecidos como um casal. Disse o presidente do partido PING.

- Publicidade -

O presidente Clifford Marica, do partido para o Desenvolvimento Sustentável e Sociedade Justa (DRS) é cauteloso quanto a este ponto. “É uma questão sensível que ainda não foi discutida em profundidade no Suriname”. Enfatizou o líder do partido (DRS). No entanto todos concordam que ninguém deve ser discriminado em razão do sexo ou orientação sexual.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App
%d blogueiros gostam disto: