O eclipse solar onde o sol ficou completamente escuro em algumas cidades dos EUA pode ser visto em parte na tarde desta segunda-feira (21) no Suriname.

A informação foi confirmada pelas autoridades do Instituto de Metereologia do Suriname.

Publicidade

De acordo com os especialistas o fenômeno iniciou por volta das 15:53 hs (Hora local) e atingiu seu ponto máximo ás 17:00 hs da tarde desta segunda-feira. No Suriname, mais de um terço do sol ficou escurecido e em vários estados dos EUA, o sol ficou completamente escuro causando uma grande euforia, uma vez que, pela primeira vez em 99 anos, um eclipse solar total cruzou os EUA de costa a costa.

Em uma faixa que cruzou diagonalmente de oeste a leste dos EUA, o eclipse foi observado de forma total. No restante do país o eclipse foi parcial, como na América Central, na Europa e na América do Sul. No Brasil, Boa Vista (Roraima) e Macapá (Amapá) foram as melhores cidades para acompanhar o fenômeno.

O eclipse é um fenômeno astronômico de sensações mágicas. A Lua passa pela frente do Sol e este deixa de ser visível. Segundo os especialistas, os eclipses solares totais não são tão incomuns: ocorrem em algumas zonas do planeta a cada 18 meses, mas é raro que possam ser observados de locais habitados. Após o eclipse desta segunda-feira, o próximo eclipse total visível da terra acontecerá em janeiro de 2019, com Argentina e Chile como melhores países para contemplá-lo. E o próximo eclipse na América do Norte ocorrerá em abril de 2024.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar