O novo parlamentar do Suriname, Harish Monorath, está preocupado com a decisão sobre a participação da Petrolífera “Staatsolie” no projeto Merian.

Como a empresa pode, além da expansão da refinaria e do projeto Etanol ainda investir mais de USD 400 milhões para mineração de ouro? Porque o governo falou sobre isso só uma semana depois do seu discurso anual, e nada foi comentado durante seu discurso anual? “Disse Monorath.

Devido essa decisão o parlamentar questiona a Staasolie. ” É uma oportunidade que o governo assume, mas se o preço do ouro continuar a cair, isso será um grande prejuízo para o país”.

A principal fonte de renda do país vem através a Petrolífera Staatsolie, e este é um enorme risco que a companhia corre. Enfatiza o Parlamentar.

Ele não concorda que a Assembleia Nacional tenha tratado dos acordos envolvendo ouro de maneira tão rápida, que nem informou para os outros sobre essa decisão importante.

Oito meses antes das eleições o governo toma uma decisão dessas sem sequer anunciar que medidas serão tomadas.

Há mais de 2 bilhões SRD em financiamento que ainda não estão esclarecido “, observa Monorath

O parlamentar lembrou que o partido NDP no ano de 2000 veio com a proposta da Ponte WijdenBosch pouco antes da eleição e agora essa decisão que a StaatsOlie vai participar do projeto de mineração do Merian.

O parlamentar exige transparência do governo.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar