Na segunda-feira, 19 de janeiro, o ministro da Saúde, Michel Blokland, recebeu o grupo de enfermeiros que estava em greve no hospital s’ Lands.

Os membros do sindicato dos funcionários federais do Hospital s’Lands (Bond Personeel s’Lands Hospitaal BPLH) entraram em greve e querem que o seu sindicato seja aceito pela administração do hospital.

Publicidade

O (BPLH) requer a gestão do subsídio de desempenho e roupas, disse o líder do sindicato da (BPLH) Imro Edam. Como a diretoria do ‘s Lands hospital ainda não tinha respondido à carta do sindicato, a equipe estava toda no pátio e na varanda dos fundos do Ministério da Saúde.

A petição foi lida contendo os vários pontos que estão sendo reivindicados pelo grupo.

O ministro Blokland prometeu dar atenção para a situação. No entanto, o ministro não deu nenhuma garantia de que esse problema seja resolvido em curto prazo, mas não vai demorar meses também, disse ele. Os assuntos sindicais são da diretoria do hospital de acordo com o ministro Blokland e não do ministério, mas ele prometeu resolver a situação com a gerência. Na sexta-feira, 23 de janeiro, o (BPLH) irá se reunir novamente para analisar melhor esta situação.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar