Foto: reprodução
Publicidade

Sete pessoas foram presas acusadas de diversos crimes em Afuá, município do arquipélago do Marajó, inclusive, os envolvidos no contrabando de cigarros do Suriname, que aconteceu no último dia 6, em carga avaliada em R$ 3 milhões. A operação “Inundata” aconteceu nos dez primeiros dias de setembro e foi deflagrada pelo Grupamento Fluvial (GFlu), da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Além desse crime, logo no início do mês de setembro, houve cumprimento de dois mandados de prisão por homicídio qualificado e outro pelo estupro de vulnerável. Também foi feita ação com apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente para averiguação de denúncia de desmatamento em área de preservação, onde foram presas três pessoas e apreensão da carga e duas motosserras.

Publicidade

Em uma embarcação, as equipes constataram um invólucro de substância entorpecente semelhante à maconha e duas porções de substância derivada da cocaína que seria transportada ao rio Bacuri, na cidade de Chaves, também no Marajó. A carga estava escondida em uma caixa de sapatos. A pessoa que transportava o material foi presa.

Comentar

Comentar