spot_img
spot_img

Obama viaja a Minnesota e almoça com mulher que lhe escreveu carta

Atualizado há

Visita é parte de campanha para aproximar presidente da classe média. Durante o verão, Obama visitará mais americanos.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez nesta quinta-feira (26) a primeira de uma série de visitas a cidadãos que lhe escreveram cartas, numa nova campanha que procura aproximar o presidente da classe média e que a Casa Branca descreve como “um dia na vida” dos cidadãos que enviam cartas ao presidente.

Entre as milhares de mensagens que chegam ao presidente, uma delas fez com que Obama voasse para Mineápolis (Minnesota) nesta quinta. Ele almoçou com a autora da carta, Rebekah Erler, de 36 anos, mãe de duas crianças.

Rebekah escreveu recentemente para Obama para contar sobre as dificuldades econômicas que sua família enfrenta desde que a empresa de construção de seu marido fechou em consequência da crise no mercado imobiliário.

- Publicidade -

“Ela me escreveu explicando que seu marido e ela fizeram todo o possível, que estão trabalhando duro e criando duas crianças, que a família tem uma boa-vida, mas é uma luta constante, e se perguntava se alguém em Washington tinha ideia disso”, disse Obama em um encontro com um grupo de cidadãos em Mineápolis depois de visitar Rebekah.

Obama sai do Matt's Bar, em Minneapolis, onde almoçou nesta quinta-feira (26) (Foto: AFP PHOTO/Mandel NGAN)
Obama sai do Matt’s Bar, em Minneapolis, onde almoçou nesta quinta-feira (26) (Foto: AFP PHOTO/Mandel NGAN)

“Falamos de muitas coisas, como o crescente custo de levar as crianças às creches e o fato de que os salários não sobem no mesmo ritmo do custo de vida”, explicou o líder.

Para a Casa Branca, a história de Rebekah, que continua tendo dificuldades para chegar ao fim de mês, apesar de ela e seu marido terem encontrado trabalho, “representa a de milhões de americanos”.

“Nosso objetivo é dar ao presidente uma oportunidade autêntica de ver pelo menos parte do mundo através dos olhos desta mãe trabalhadora em Minnesota. E é uma oportunidade que, como presidente fechado na Casa Branca ou na limusine presidencial, não costuma ver”, declarou a jornalistas o porta-voz de Obama, Josh Earnest.

Um dos principais assessores de Obama, Dan Pfeiffer, explicou a nova campanha nesta semana em um e-mail enviado a simpatizantes do presidente.

“Neste verão, o presidente se reunirá com pessoas que lhe escreveram para compartilhar como são suas vidas. Viajará para comunidades em todo o país, se sentando em restaurantes e visitando cozinhas para falar sobre os assuntos que os interessam”, detalhou Pfeiffer.

No entanto, a Casa Branca não esconde que as visitas são também uma conveniente oportunidade para que o presidente consiga apoio para candidatos democratas de olho nas eleições legislativas de novembro, nas quais os democratas correm o risco de perder o controle do Senado.

Depois da agenda em Mineápolis, o presidente participaria de um ato de arrecadação de fundos para o Comitê Democrata de Campanhas do Congresso (DCCC) na mesma cidade.

“Não quero sugerir que o presidente se isolou do fato de que há eleições dentro de cinco meses, e quer fazer todo o possível para ajudar os democratas. Mas também está comprometido a trabalhar de forma bipartidária para fazer avanços onde pudermos”, comentou Earnest.

Entre os temas que discutiu nesta quinta-feira, na sessão de perguntas e respostas com cidadãos de Mineápolis, estava a vontade de elevar o salário mínimo em nível nacional e o plano para equiparar os salários entre homens e mulheres, duas iniciativas estratégicas de seu segundo mandato que permanecem estagnadas no Congresso.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

 

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App