Uma investigação mostrou que o Ministro Soeresh Algoe, da Agricultura, Pecuária e Pesca (LVV Ministerie van Landbouw, Veeteelt en Visserij), juntamente com a gestão Central do Leite Paramaribo (MCP Melkcentrale Paramaribo) comprovou a inocência do ministro neste caso.

Central de leite do Suriname, MelkcentraleComo não houve relatórios anuais produzidos pelo (MCP), em 2013, os membros da Assembléia Nacional pediram uma investigação, porque havia suspeita de fraude no negócio de leite. Ao examinar os relatórios financeiros de 2003 até 2013 foi comprovado que não houve irregularidades. “É por isso que eu disse durante o debate sobre o orçamento em maio de 2014, que iria encarcerar minha carreira politica se houvesse fraude.

Publicidade

Eu então fiquei calado até a conclusão dos relatórios. Agora a conclusão é que não houve fraude “, Disse o ministro. A investigação foi concluída em Dezembro de 2014.

Dew Sitaram, diretor da Central de Leite, afirmou que a empresa de leite tinha sempre produzido relatórios internos, mas que por um conjunto de circunstâncias não foram concluídos a tempo.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar