O novo delegado da Polícia Federal já iniciou suas atividades na missão diplomática brasileira no Suriname.

ADIDÂNCIA DA POLÍCIA FEDERAL2A convite da Adidância da Polícia Federal brasileira no Suriname, a reportagem da LPM NEWS esteve na manhã desta quinta-feira, 21 de maio, com o novo adido Policial Federal, Dr. Rafael Pinto Marques de Souza e com a agente da Polícia Federal Gilvanes Bakai.

O delegado Rafael de Souza que está no seu segundo dia de trabalho na Adidância da PF, recebeu a equipe da LPM NEWS em seu gabinete para falar do seu trabalho como  representante da Polícia Federal brasileira em território surinamês. Nossa entrevista teve início com palavras do delegado de reconhecimento e apoio ao trabalho que o portal de notícias LPM NEWS vem desenvolvendo junto a comunidade brasileira no Suriname e entre outras coisas o delegado brasileiro mencionou que foi designado pelo Ministério das Relações Exteriores para dar continuidade ao trabalho de cooperação com a polícia do Suriname (KPS), policia judiciaria, além de apoiar a embaixada brasileira nos assuntos de segurança pública e prestar assessoria ao chefe da missão diplomática brasileira no Suriname.

Falando sobre a cooperação com a polícia surinamesa, o delegado enfatizou que a Policia Federal brasileira tem uma estreita relação de cooperação com a (KPS) compartilhando experiências e promovendo cursos de capacitação para policiais surinameses no Brasil. O representante da Polícia Federal brasileira fez questão de mencionar que a missão do adido policial é também prestar apoio e orientação aos cidadãos brasileiros que moram ou visitam o Suriname colocando a disposição dos brasileiros os serviços de recebimento de denúncias de abuso e crimes cometidos por brasileiros ou contra brasileiros no Suriname.

A representação diplomática da Polícia Federal também trabalha com ações de caráter humanitário como a localização e identificação de brasileiros desaparecidos no Suriname, casos de menores separados dos pais e avaliação e orientação em casos de prisão, desde que para isso, sejam levadas ao conhecimento da Polícia Federal as queixas ou denúncias a serem investigadas. “Em caso de denúncia, a identidade do denunciante será preservada pela Polícia Federal”. Disse o delegado Rafael de Souza.

O delegado Rafael de Souza concluiu a entrevista informando que qualquer cidadão brasileiro pode procurar o serviço de apoio da Polícia Federal, por telefone, e-mail ou comparecendo pessoalmente a Adidância da Polícia Federal localizada dentro das instalações da embaixada brasileira no Suriname.

Telefone para agendamento ou informação: (597) 680040

Endereço eletrônico: adipf.pbm@dpf.gov.br

Com o portal de notícias LPM NEWS, você fica sempre bem informado sobre tudo o que acontece no Suriname, no Brasil e no mundo.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar