Uma mulher flagrou o próprio noivo estuprando a madrinha do casamento deles faltando dois dias para a cerimônia. O caso ocorreu na Pensilvânia, Estados Unidos (EUA). 

O rapaz segue sendo investigado pela polícia. Se condenado ele poderá pegar prisão perpétua.

Em depoimento, Daniel Carney, de 28 anos, confessou ter abusado sexualmente da madrinha antes da festa de casamento. Nas imagens de câmeras de segurança, a vítima aparece bêbada em uma festa, e mal conseguia parar em pé.

Para a polícia, a vítima, que não teve a identidade revelada, disse que teria desmaiado e acordado no vestiário masculino sem as roupas intimas. E segundo ela, Daniel teria cometido o abuso e só parou porque a noiva dele entrou no local e viu a cena.

Apesar do flagrante, a noiva  decidiu continuar com o casamento. Porém, na justiça, o suspeito foi acusado de ter relações sexuais involuntárias com uma pessoa inconsciente, além de agressão.

Os policiais que estão investigando o crime receberam permissão do Ministério Público para ouvir conversas telefônicas entre o acusado e a vítima. De acordo com as autoridades, Daniel diz a todo momento à mulher que estava arrependido e admitiu estar se sentindo  culpado. O rapaz segue sendo investigado pela polícia. Se condenado ele poderá pegar prisão perpétua.

Fonte: Dol
Deixe seu comentário abaixo.