É o que mostra um levantamento do Procon Municipal de Palmas, no Tocatins. Segundo a instituição, itens como cestas especiais apresentaram uma variação de preço de 425% de um estabelecimento para outro. Isso porque, enquanto um local comercializava a cesta por R$ 40, outro vendia um item muito semelhante por R$ 350.

O órgão também encontrou ampla variação de valores em jantares, vinhos e frascos de perfume. No caso das garrafas de vinho, garrafas de 750 ml apresentavam preços de R$ 13,99 e R$ 114,99 na capital.

Publicidade

Além dos valores inflacionados, o Procon também alerta para as fraudes e atrasos em entregas. Em nota, Valéria Morais, superintentende da instituição, reforça a importância de checar a procedência e referência da empresa online. “O consumidor deve verificar se o site que está vendendo o produto possui um endereço comercial físico informado na página virtual”, diz Valéria. Em caso de dúvida, a executiva aconselha que a compra não seja efetuada.

Conheça os seus direitos

Datas comemorativas, como o dia dos namorados, acendem o alerta do consumidor. Casos como não cumprimento da oferta, atraso nas entregas ou preços inflacionados podem – e devem – ser contestados.

Em sua conta no Twitter, o Procon-SP afirmou que, caso o estabelecimento não cumpra com a oferta prometida, o consumidor pode exigir o desconto apresentando a publicidade em questão; aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente ao desejado; rescindir o contrato e pedir o dinheiro de volta.

Para mais informações sobre o direito do consumidor, é possível acessar o Código de Defesa do Consumidor.

Fonte: CNN

Foto: Miroslava/Unsplash

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar