spot_img
spot_img

Mulher vítima de tráfico humano foi libertada pela polícia do Suriname

Atualizado há

A mulher cuja identidade não foi revelada pela polícia, estava sendo forçada a se prostituir no Suriname.

O homem acusado de agredir e forçar a mulher a se prostituir é Harold D, de 51 anos de idade, que está preso na delegacia de polícia do Kwatta.

De acordo com informações passadas pela vítima para a polícia, ela conheceu o acusado no exterior e então decidiram vir para o Suriname para viverem juntos.

- Publicidade -

Segundo a mulher, os dois tinham uma vida estável até o nascimento do filho que está com sete meses. A partir daí Harold passou a agredí-la com frequência forçando a esposa a se prostituir sob a ameaça de mais agressões caso ela se recusasse a vender o seu corpo para conseguir dinheiro para ele.

Além disso, o passaporte da vítima estava na posse do acusado que continuava com as agressões até que no dia 27 de dezembro do ano passado depois de ser abusada sexualmente e agredida por Harold, ela correu para a rua e chamou a polícia.

O homem negou as acusações de agressão feitas pela vítima contra ele, mas a investigação da polícia mostrou que os vizinhos viram muitas vezes a mulher chorando em consequência das humilhações sofridas.

Após consulta com um membro do Ministério Público, a mulher foi enviada de volta a seu país de origem e o acusado vai permanecer preso sob a acusação de Tráfico de Pessoas e Contrabando de Migrantes.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App