O movimento Mofina, organização que visa proporcionar igualdade de oportunidades aos menos favorecidos no Suriname, recentemente estabelecido pelo presidente Chandrikapersad Santokhi, fez uma visita, na terça-feira (29), à Ashiana House. A organização, liderada por Franklin Todie, recebeu um tour da diretora da Ashiana, Brenda van Daal. 

A diretora Van Daal informou a Mofina sobre os pontos problemáticos da casa de repouso. Durante o passeio, também foram realizadas conversas com funcionários e alguns moradores. “Vimos muita coisa”, afirmou o presidente Todie, que acredita que a situação observada e as condições de vida dos idosos são motivo de preocupação.

Todie também observa que a instituição sofre com pragas como insetos e  ratos. “É demais para listar”, diz Todie, que acrescenta que algumas partes do prédio não podem mais ser habitadas porque os cupins tomam conta das paredes. Segundo ele, o local precisa urgentemente de limpeza, enquanto as árvores do local também precisam ser podadas. 

Segundo o presidente da Mofina, a Ashiana House precisa de grandes reformas para dar um tratamento digno aos idosos. Após o passeio, foram feitos acordos com a direção da instituição sobre como as coisas serão tratadas e quais necessidades serão atendidas.

 

Comentar

Comentar